segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Ilhas Falkland


Nome oficial: Falkland Islands
População: 3.140
Arquipélago do: Reino Unido
Idioma: inglês

O que é: As Ilhas Falkland são um arquipélago do Oceano Atlântico sul, localizadas a 460 km a leste da costa continental da América do Sul. O arquipélago consiste nas ilhas: East Falkland, West Falkland e outras 776 ilhas menores. Stanley, a capital e única cidade propriamente dita, fica em East Falkland. As ilhas são um território de além-mar britânico auto-governante, com o Reino Unido sendo responsável por sua defesa e relações exteriores.


História: Há controvérsias sobre o descobrimento original das Ilhas Falkland e sua subsequente colonização pelos europeus. Durante períodos diversos, ocorreram colonizações por parte de franceses, britânicos, espanhóis e argentinos. A Grã-Bretanha re-estabeleceu seu domínio em 1833, mas ainda assim a Argentina reivindica as ilhas. Em 1982, em resposta a uma invasão das ilhas pela Argentina, uma guerra ocorreu entre os dois países, resultando na retirada das forças argentinas. Apesar de sua esmagadora derrota, a Argentina ainda insiste em reivindicar o arquipélago; entretanto, o Reino Unido apoia a auto-determinação dos nativos de permanecerem sendo cidadãos britânicos.


Economia: A economia das Ilhas Falkland era baseada na agricultura (principalmente criação de ovelhas) mas nos dias de hoje a pesca é a maior parcela da atividade econômica. A renda obtida através do licenciamento de barcos de pesca de arrasto estrangeiros passa dos 40 milhões de dólares por ano, sendo que a principal pesca é a lula (75%). As atividades de agricultura apoiam principalmente o consumo doméstico com exceção da lã, que é exportada. Pesquisas mostraram depósitos de petróleo dentro da zona de exploração das ilhas de 200 milhas e perfurações exploratórias estão sendo feitas. A presença militar britânica impulsiona bastante a economia.


O turismo está sendo atualmente encorajado ativamente e crescendo rapidamente - as ilhas receberam em torno de 66 mil visitantes em 2009; grande parte do número de turistas veio através de cruzeiros marítimos. A maioria dos visitantes é do Reino Unido, mas esforços estão sendo feitos para encorajar o ecoturismo e turismo de aventura. A melhor época de visita é entre novembro e março, mas se você for pescar truta marinha, é melhor ir fora da alta estação turística.


A vida: A vida nas Ilhas Falkland pode ser dividida entre viver em Stanley e viver no campo. As duas principais ilhas do arquipélago são East e West Falkland, com inúmeras ilhas menores servido como destinos adicionais. "Cidade" é um termo relativo nas Ilhas Falkland. Enquanto a população de Stanley beira os dois mil habitantes, o número de habitantes das outras localidades varia de meia dúzia a no máximo vinte pessoas. Tenha em mente que um vilarejo de tamanho médio no Reino Unido possui em torno de 3 mil habitantes, e isso representa a população total de todo o arquipélago. Stanley é a capital e porto; Goose Green é uma pequena colônia com inúmeros restos da guerra de 1982 na ilha East Falkland; e Port Howard é uma fazenda de 200 mil acres em West Falkland.


Como chegar: Todos os visitantes que vão às Ilhas Falkland necessitam mostrar uma passagem de retorno, acomodação e dinheiro suficiente para custear sua estadia nas ilhas. Um cartão de crédito será considerado suficiente como prova de possui fundos. Vistos não são requeridos para cidadãos da Grã-Bretanha, América do Norte, Mercosul, Chile, da maioria dos países da comunidade britânica e da União Europeia. Uma taxa de saída no valor de R$ 60 é cobrada no momento da saída do território através do aeroporto Mount Pleasant. 


A maioria dos voos internacionais pousa no aeroporto Mount Pleasant, que é também uma base militar. As únicas empresas aéreas internacionais que utilizam este aeroporto são a LAN, fazendo um voo semanal ligando Santiago com escalas em Punta Arenas (Chile) e Río Gallegos (Argentina) e a Força Aérea Britânica, que leva passageiros civis diretamente da Base Aérea Brize Norton, em Oxfordshire (Reino Unido). Os voos a partir do Reino Unido duram 18 horas, com uma escala na ilha Ascensão. A Força Aérea possui dois voos semanais, sujeitos às prioridades militares. Também há um aeroporto em Stanley, mas possui uma pista de pouso menor e é utilizado basicamente para voos internos no arquipélago.

O aeroporto Mount Pleasant fica a 56 km de Stanley. A agência Falkland Island Tours & Travel opera um serviço de traslado que serve a todos os voos e pode levar os turistas para a cidade por R$ 41 por pessoa (só ida). Existem também táxis que levam os passageiros de e para o aeroporto - mas é necessário agendar com antecedência.


Grandes navios de cruzeiro param no porto de Stanley durante o verão. Esses navios podem também parar nas ilhas menores ao redor. Os navios que param em Stanley ficam diretamente no porto, mas espere para embarcar em botes infláveis rígidos quando for desembarcar nas ilhas menores. Também é comum que os navios que estejam a caminho da Antártica que parem nas Ilhas Falkland no itinerário.


Andando por lá: A viagem entre as ilhas é normalmente feita de avião, pelo Serviço Aéreo do Governo das Ilhas Falkland (FIGAS). Os pequenos aviões possuem capacidade de levar oito passageiros mais o piloto. Atenção, contudo, que o número de passageiros permitido pode variar de acordo com o tamanho da pista onde o avião pousará. Com exceção de Mount Pleasant e Stanley, todas as pistas de pouso no interior da Ilhas Falkland são de chão batido ou campos gramados. Se prepare para alguns atrasos nos pousos ou decolagens, pois é comum ter que tirar o gado das pistas de pouso antes das manobras. Não há serviço regular de barco para trânsito entre as ilhas. É possível alugar um Land Rover em Stanley. As ruas na capital são pavimentadas, mas fora da cidade as condições variam de estradas de chão batido em boas condições até trilhas de lama.


Falando: Uma vez que as Ilhas Falkland são um território britânico, somente o inglês é a língua falada. Pessoas de fora da ilha dizem que a língua não-oficial do arquipélago é o espanhol, mas isso não é verdade.

Compras: A moeda oficial das Ilhas Falkland é a libra de Falkland, cujo valor é equivalente à libra esterlina. O câmbio pode ser feito no único banco das ilhas, localizado em Stanley. A libra esterlina britânica normalmente é aceita em qualquer local das ilhas e em Stanley cartões de crédito e dólares americanos também são frequentemente aceitos. Nas ilhas menores, não serão aceitos cartões de crédito, apesar de que moeda britânica ou americana pode ser aceita. É virtualmente impossível trocar dinheiro das Ilhas Falkland fora do arquipélago, então garanta que você troque tudo antes de sair de lá.


O que comer: A alimentação nas Ilhas Falkland é basicamente britânica. Peixe e batata-frita, rosbife, carne de carneiro e chá são o padrão. No interior, muitos locais de acomodação provêm refeições caseiras em porções bem generosas e sua comida é bem melhor do que aquela encontrada nas lanchonetes e pubs de Stanley. Entretanto, Stanley possui alguns bons restaurantes.

O que beber: Enquanto a maioria dos itens nas Ilhas Falkland é cara devido ao custo de importação, não existem impostos sobre o álcool, fazendo o preço das cervejas, por exemplo, ser bem razoável. Os pubs e locais de acomodação oferecem uma grande variedade de bebidas.


Onde ficar: As acomodações em Stanley incluem várias pousadas, bed and breakfasts e hotéis. As construções são normalmente mais antigas e a hospitalidade também parece ser de uma época que já passou há muito tempo. No interior, a acomodação pode variar em tudo, desde antigas casas de fazenda até alojamentos feitos especialmente para o turismo. Acampar pode ser permitido, com a permissão do proprietário da terra. Em Stanley é possível conseguir hospedagem sem fazer reserva, mas ainda assim recomenda-se que sejam feitas.


Segurança: O crime é quase desconhecido nas Ilhas Falkland. Em caso de qualquer problema, a polícia é bem prestativa. Entretanto, perigos remanescentes do conflito de 1982 ainda se encontram na ilha, no formato de minas terrestres. Nenhum civil foi ferido pelas minas desde o final da guerra e os campos minados restantes são bem demarcados e isolados. É considerado crime nas ilhas entrar em um campo minado ou retirar alguma placa de alerta. Alguns animais na ilha podem ser perigosos quando acuados. Elefantes-marinhos, leões-marinhos e focas são provavelmente os mais perigosos; mantenha uma distância segura ao observar esses animais. 


Saúde: Não existe nenhum pré-requisito médico para se visitar as Ilhas Falkland. Existe um hospital grande em Stanley, mas fora da capital não existe nenhum recurso médico. Para casos graves, o custo de ser removido das ilhas é muito alto. Seu seguro de viagem deve cobrir os custos de uma possível evacuação médica de emergência.

Respeito: A população possui raízes britânicas e os costumes tendem a seguir aqueles do Reino Unido, apesar de que, de muitos modos, os nativos são muito mais conservadores do que os britânicos. Drogas não são toleradas e os turistas devem ter bem em mente que entre alguns moradores há uma grande desconfiança com relação a argentinos.


Contato com o mundo: O código internacional das Ilhas Falkland é +500. A companhia telefônica local, Cable & Wireless, vende cartões telefônicos que podem ser utilizados por todas as ilhas, mas chamadas internacionais custam R$ 2,45 por minuto. Internet de banda larga existe nos dias de hoje nas ilhas, apesar de que a velocidade é muito baixa, próxima da internet discada. Vários hotéis possuem locais com Wi-Fi. Mais recentemente uma rede GSM de telefonia móvel foi disponibilizada, mas só funciona em Stanley, Mount Pleasant e algumas poucas outras localidades na ilha East Falkland. 

O serviço postal é confiável e cartas podem ser enviadas facilmente a partir de Stanley e da maioria dos vilarejos. A agência principal do correios fica no centro de Stanley em frente à loja FIC West.

Vídeo:
Vídeo muito bem editado por turistas britânicos em visita às Ilhas Falkland.


13 comentários:

  1. As ilhas Faklands não são Argentinas e nem do Reino Unido, elas são do povo que vive nessas ilhas.Espero que em futuro próximo seja criada uma nova e pequena nação na América do Sul. Isto porque essas pessoas já tem uma cultura formada e baseada na cultura Britânica.

    ResponderExcluir
  2. ^^ tomara mesmo que eles fiquem independentes, pois aí não vai ter desculpa para a rivalidade entre país

    ResponderExcluir
  3. Olá, gostaria de saber se o único meio de chegar as ilhas é via avião direto do Chile e Inglaterra ou se tem como eu ir de barco de algum porto de algum país próximo. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduardo.
      Sim, o meio para brasileiros é ir até Santiago com a LAN e fazer conexão para Punta Arenas, de onde sai o voo para Mount Pleasant (aeroporto das ilhas). De navio, a única possibilidade é embarcar em algum cruzeiro que passe por lá. Existem diversas rotas, saindo de Punta Arenas (Chile) ou Ushuaia (Argentina), que visitam a península antártica e algumas ilhas, incluindo as Ilhas Falkland.

      Excluir
  4. Pesquisei sobre o local agora a pouco e fiquei amaravilhado com o que ele tem a oferecer, que nada mais é do que uma vida simples de uma pequena cidade "a moda antiga". Muito belo e agradável, além do preço de hospedagem pelo o que eu pesquisei, ser bem em conta.
    Pretendo fazer deste, o local para a minha próxima viagem.

    Poderia me ajudar com algumas dúvidas para montar o orçamento da minha viagem?

    -Quanto tempo se gastar para chegar até a ilha?
    -Quanto é investido "total" apenas para passagem ida/volta?
    -Quanto se gasta em média por refeição?
    -Quanto se gastar aproximadamente para ficar 1 semana na ilha(passeios, bebidas e lanches)?

    Obrigado

    Abs

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Ví que é um pouco complicado encontrar esses voos, você sabe mais ou menos em qual dia da semana sai o voo de Punta Arenas a Mount Pleasant?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anna!
      Os voos saem de Punta Arenas aos sábados e o retorno será necessariamente no próximo sábado, só existe um voo por semana. Alguns fazem escala em Río Gallegos, na Argentina. Se precisar de mais informações pode perguntar, obrigado por ler o blog!

      Excluir
  6. Olá Pedro!!!!!
    Quem não fala inglês encontra-rá dificuldade???? Pois só falo espanhol!!!!!!!
    Estava me programando para visitar as ilhas...
    Há aluguel de veículos?????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Valfredo,
      Sim, inglês é a única língua oficial e o espanhol é extremamente mal visto em razão da guerra permanente com os argentinos, que são proibidos de visitar as ilhas. Não vá contando com o espanhol, é a minha recomendação. Mas podem existir exceções claro, só não garanto.
      Sim, há aluguel de veículos, existem 3 empresas na capital Stanley.

      Excluir
  7. Oi. Muito bom o blog!

    Qual é a melhor maneira?
    - São Paulo/ Santiago/ Punta Arenas e Mount Pleasant?

    E se for pela Argentina? Seria:
    - São Paulo/ Buenos Aires/ Ushuaia e Mount Pleasant?!

    E pq não acho NADA de voo p/ o aeroporto Mount Pleasant e SIM, somente, Stanley? :(

    Abs!
    Pedro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro!
      Não existe forma alguma de embarcar da Argentina para as Ilhas Falkland, a única maneira é indo a Santiago, com conexão em Punta Arenas, e alguns voos fazem escala em Río Gallegos sim na Argentina, mas não para embarque, é algo bem restrito. A única maneira é por Santiago e é verdade, desde que a LAN e a TAM fizeram essa fusão, alguns aeroportos sumiram do site, incluindo Mount Pleasant (MPN), que é às vezes chamado de Stanley. Minha sugestão é ligar para a LAN para maiores informações: 0300 570 5700.

      Excluir
    2. Olá, Pedro!
      Muito obrigado pela resposta!
      Eu tava lendo algumas coisas sobre os voos (somente de sábado e em um período do mês) achei um pouco complicado e ainda tem o lance de comprovar renda de tantos $$ por questões de saúde. É isso mesmo? Mas li que basta ter um cartão de crédito... Mas sei lá. Se chegar lá e ser barrado. rs

      No site da LAN/ TAM não tem nada de nada do Mount Pleasant/ MPN mesmo. O que me deu medo, na verdade.

      Mas eu pesquisando no site www.skyscanner.com até acha o voo lá... e o aeroporto Stanley.

      Meio bizarro.

      Excluir