quarta-feira, 15 de junho de 2011

El Calafate


Nome oficial: El Calafate
População: 6.410
Cidade da: Argentina
Língua oficial: espanhol

El Calafate é com certeza a joia da Patagônia argentina. Enquanto muitos passam pela cidade e ficam pouco tempo - visitam somente a geleira Perito Moreno e vão embora - a cidade possui muitos outros atrativos, uma gama enorme de passeios a serem feitos e, pasmem, a pequenina cidade no meio do deserto é um atrativo em si: casas bonitinhas, muitas lojas de souvenir... tudo pensado para o turista.

Como chegar: Assim como todas as principais cidades da Argentina, o que não importa é o tamanho, e sim a importância. El Calafate possui um aeroporto novo, com pista ampla e belíssima vista para o Lago Argentino, de um azul igualmente belo (formado a partir de derretimento de geleiras). Para o turista que provavelmente vem de Buenos Aires, existem diversos voos diários. Para quem vem de Ushuaia, durante a temporada de verão (outubro a abril) existem vários voos diários. Durante o inverno, somente um. A chegada por terra é longínqua. El Calafate fica quase que literalmente no meio do nada.


Andando por lá: O centro da cidade é muito pequeno e tudo está à mão. Há um centro de informações turísticas perto da entrada da cidade pela ponte. Para fazer os passeios, pode-se contratar passeios de dia inteiro com uma das inúmeras empresas ao longo da avenida principal, algumas lojas até alugam roupas próprias para caminhadas no frio e gelo. Se não quiser depender de um passeio pré-programado, alguns passeios são fáceis de serem feitos com um carro alugado (e um bom GPS!).

O que há para ver: Saindo da cidade, a principal atração é o Parque Nacional Los Glaciares, que abriga a geleira mais famosa do continente, Perito Moreno, sobre a qual podem ser feitas caminhadas, de médio percurso e longo percurso (bem cansativas, por sinal). Em contraponto com geleiras, há passeios pelas montanhas que circundam a cidade, onde a paisagem é desértica. Há cavalgadas, caminhadas, visitas a fazendas típicas da Patagônia, enfim... uma infinidade de opções.


Onde ficar: El Calafate, apesar de seu diminuto tamanho, oferece muitas opões de hospedagem, portanto não há o que temer. Desde hostels bem centrais até hotelaria cinco estrelas. O único cuidado a se ter é no caso de se ir no inverno, pois a maioria dos hotéis do local fecha devido ao fraco movimento. É bom checar antes se seu hotel preferido estará aberto. Para ficar em uma hospedaria tradicionalmente da Patagônia, há o Patagônia Rebelde, a poucas quadras da avenida principal de El Calafate. Cuidado também para verificar se seu hotel não fica perto do lixão que existe bem próximo à cidade. O vento contínuo que arrebata a pequena cidade espalha o lixo por muitos metros (e na frente de muitos hotéis).

Fato curioso: O local onde ficava o antigo aeroporto de El Calafate hoje é uma rua com casas e alguns hotéis. Hoje os carros utilizam a pista do aeroporto como uma imensa e larga avenida, fato único que dá uma sensação estranha, mas engraçada: uma cidade tão pequena com uma avenida tão enorme. Fica bem próximo ao centro e o crescimento de El Calafate por razões de aumento no turismo fez com que a cidade quase que literalmente 'engolisse' o aeroporto, criando essa situação.

Vídeo:
Vídeo institucional de El Calafate.